9 de agosto de 2011

Escolhas sem retorno XXVI


Chegou a hora do jantar, era a minha oportunidade de saber quem era o rapaz que esteve à minha procura.
- Pai, quem é que esteve aqui esta tarde?
Em silêncio pousou os talheres, levou o guardanapo à boca, bebeu um gole do vinho, voltou a limpar os lábios. – Quem esteve cá hoje ? Ora bem, o carteiro, o senhor do gás… Procuras algum deles filha?
- Pai! A mãe disse que esteve aqui uma pessoa à minha procura, um rapaz.
- E ainda perguntas quem é? Não me digas que tens assim tantos pretendentes, tens de me contar essas histórias…
- Foi o Rafael?
- Quem?! – Pergunta, muito curioso para saber quem era o rapaz de quem eu falei.
- Pai, diz-me quem foi!
- Diz-me lá nomes, de todos os que conheces, depois diz-me quem é que está interessado em ti e quem não está. Já que a minha filha nunca me contou nada, pode ser agora que comece…
- Pai, diz-me quem foi. Não te ponhas com rodeios
- Filha, não foi ninguém de interessante, foi um tal de… - Passou a mão na testa. – Não me lembro, queria perguntar se querias ir ao rio.
- Tanta coisa para isso pai?
- Tu é que fizeste logo um grande alarido. Eu ainda levei  o rapaz até ao rio e tudo.
- Ai sim? Que foram fazer?
- Apanhar trutas, queres ver? – Disse com o seu ar muito irónico. – Ele queria saber mais sobre engenharia.
- Ah, então deve ser o Tiago.
- Sim, sim, é isso querida. Mudando de assunto, como estão as coisas para ir embora?
- Estão a ficar prontas. - Tirei o meu sorriso da cara e fui para o quarto.
          
           O tempo voou , e não demorou à casa voltar a estar vazia de novo, o aperto no coração continuava, mas eu não podia fazer nada.
- Meninas, vamos, daqui a pouco não há espaço para as vossas malas. Despachem-se! – O meu pai já gritava da garagem.
            Fui até ao quarto da minha irmã, e ela lá estava, em cima dum banco, tentando chegar à janela, peguei nela, e ajudei-a a subir.
            - Mana, estiveste a chorar? – Perguntava ela olhando para os meus olhos.
            - Não querida, isto não é nada. Já estás pronta?
            - Mana, lá no sítio para onde vamos, também vou poder ver o rio quando olhar da minha janela?
            - Não sei. Já estás pronta?
            - Mana, eu não quero ir! – Disse, com uma vozinha muito triste.
            - Óh princesa! – Peguei nela, e sentei-a no meu colo, sentando-me na cama. – Nós temos de ir ! É o melhor… Vais ver que vais gostar.
            - Mas tu também não queres ir, eu sei. E tu estavas a chorar, eu sei! Eu já sou grande e sei essas coisas.
            - Vá, não vamos pensar assim, nós temos de ir, vais ver que vais gostar muito de Santarém! Vamos embora. O pai já está a chamar.
            Fomos para a garagem e já só faltavam as minhas coisas. Pus a minha mala e reparei que ainda havia espaço, então fui buscar mais um saco, com coisas menos importantes, mas que eu queria, mas o meu pai disse que não podia, e deu a desculpa de que o carro não podia ir muito cheio, e que já chegava de tralha, pousei o saco de novo, e entrei no carro, já sem a mínima esperança de voltar aquele sítio. Já quase mentalizada de que ia deixar tudo, a Telma, os meus amigos, e, o Rafael, o rapaz que me dava mais felicidade naquele momento.
Continua ;)
Escolhas sem retorno XXV aqui
Está a terminar, (antepenúltima parte)

28 comentários:

alexandra disse...

esta já é a antepenúltima parte ? o:
oh, eu gosto tanto desta história!
mal posso esperar pelo fim!

Gabriela ♥ disse...

Amei, amei, amei *-*

inês disse...

é (a)

tnh q ver se tnh tempo p ler a tua história, já perdi mts partes :s

-sofia disse...

Amei amei *-*
Quero que ela fique com o Rafael (:

silvia disse...

E eu a pensar que tinha sido o Rafael que foi ver dela -.-
Tá quase a acabar, é pena :s
Mas adoreii , e espero pelo próximo capitulo ^^

V. Daniela disse...

esta lindo, pena que já esteja perto do fim, quero mais :D

Ana disse...

Obrigada por fazeres parte, mais uma vez, dos "meus" queridos seguidores ^^

gosteii!

Renata disse...

Muito obrigada minha linda*

Lєтıs '' disse...

. muito obrigada querida *.*`vou ler a tua história ;b

-sofia disse...

Quero *-*
De nada :)

Lєтıs '' disse...

. obrigada pela tua opinião, ela será aceite a quando do próximo SQR (:

Lєтıs '' disse...

. sim, aceite, publicado, como os comentários normais. só não aceito agora pelas razões que especifiquei no post

V. Daniela disse...

obrigada linda, sim dentro de em breve postarei a próxima parte

-sofia disse...

Oh ;c
Proto; vou esperar pelo resto xD

Lєтıs '' disse...

. ;o acabei de ler toda a história, é linda ;o e essa Letícia não é digna do nome que tem --' ;b

Lєтıs '' disse...

. de nada (:

PSRC disse...

Bem, não sei se tens noçao qu passei aqui no teu blog as ultimas horas a ler esta historia. bem, que linda. adorei. mesmo bonita. pena que esteja a acabar. sigo (:

Nathacha disse...

\Seguindo o seu cantinho, querida :)

Retribui?


Bjos


Nah

Sara Silva7 disse...

Gostei imenso*

Joana Patrícia disse...

:o, ela vai-se mesmo embora ?
Isto está a ficar excelente! Continua :)

dc ♥ disse...

muito obrigada querida !
nem acredito que já está a terminar, que pena !

Gabriela ♥ disse...

Não tens nada que me agradecer , linda! Eu só disse a verdade :)

Cárina Félix disse...

muito obrigada pela opinião, conta bastante :)

PauloSilva disse...

fico muito contente por gostares do que eu escrevo, meu anjo $:

martasousa disse...

gostei.

alexandra disse...

eu fico à espera do próximo :)

inês disse...

obg pelas palavras stéf :') e sim, tnh mts sdds msm e dou-me por feliz por ter acontecido :D

EBA ☮ disse...

obrigada (: já está nova parte, espero que gostes $: