16 de abril de 2011


Num silêncio profundo, apenas sentindo a brisa vinha da minha janela aberta abracei-me à almofada, tentei esquecer tristezas, e por momentos fechei os olhos, senti algo pequenino tocar as minhas pernas, mexi as pernas, como depois de um susto, e o passarinho voou até cima da minha secretária, sim um passarinho pequenino, lindo. Parei, não o queria assustado, depois virei-me ao contrário na cama, e pus a almofada aparando a minha cabeça, ficando assim mais perto daquela coisa riquinha.
O passarinho olhou-me, virou-se para a parede, e viu uma fotografia, em que eu estava ao teu lado. Estávamos felizes, o que já não estava acontecendo, o pássaro, num ápice,  voou para o parapeito da janela, e começou com uma melodia feliz, aprovei a melodia com um sorriso , e fez-me soltar uma pequena gargalhada.
Para meu espanto, de repente entrou um aviãozinho de papel dentro do meu quarto e caiu no chão, levantei-me rapidamente, e vi que estava escrito, desembrulhei, e li: “Sei que ainda me amas, e sei que ainda te amo.” Encostei o papel ao meu nariz, tinha o teu perfume, o perfume de todas as memórias.

Baseado em sonhos.

10 comentários:

criistiana' disse...

espero bem que sim, tenho mesmo muitas saudades dele :x

Catarina disse...

podes crer que sim ++ bom dia :D

Aninhas disse...

obrigada querida, tambem gostei do teu e ja estou a seguir tambem!
ps- achei muito interessante o titulo do blog ;)

inêsf. disse...

oh, não sejas tonta o:

joanaf disse...

adoro :)

joanaf disse...

obg, também te sigo :)

- Andreia Pereira disse...

que fofo :)

simple writer disse...

o silêncio é a voz do coração :)

PauloSilva disse...

baseado em lindos sonhos sai um lindo texto *

- Rita Marques •°● disse...

- Adorei o texto (:
Sigo-te *.*