7 de julho de 2011

Escolhas sem retorno IX

“Sei que já nada vai mudar, senti um aperto no coração quando cheguei e abri a porta de casa, de novo, senti que tudo o que vivemos no passado foi apenas um sonho e  não pode voltar, podia voltar a fazer tudo de novo, podia voltar a fazer as malas e voltar para aí. Mas por mais que me custe, eu errei, eu errei quando deixei tudo, por ti. Eu errei e aprendi, desculpa, é tudo o que te posso dizer, mas tenho de seguir a minha vida, como já te disse.
Daquele que te amou, de verdade, e unicamente, Hélder”

           Foicomo se o céu se fechasse e só visse nuvens, ele tinha de me mandar aquela mensagem duas semanas depois de tudo, depois de eu ter passado isto só.

“Não estou à espera dos teus arrependimentos, e pouco me interessam as tuas revoltas sentimentais. Os erros que tu cometes fazem-me abdicar de muito na vida, fazem-me separar dos que mais amo. Tudo acabou no momento em que me fizeste de parva, e me fizeste acreditar que o sempre existia, acabou. Espero que o Algarve esteja do teu agrado.
Da rapariga que te amou mais cegamente, e estupidamente, Cristina”

             Fiquei a olhar uns breves momentos para o ecrã, depois decidi enviar. Esperei um pouco, ele estava online, mas não recebi resposta.
              Senti que mais uma vez era desesperante saber que ele estava ali e nem uma resposta me dava, senti a minha inutilidade, em não puder ter evitado tudo, em ter deixado ele ir, não puder reverter esta situação. Uma lágrima começou a escorrer do meu rosto, limpei-a rapidamente, e tentei manter-me séria, para mim própria, outra teimou em cair, voltando eu a limpá-la de novo. Levantei-me a abri a janela inclinei-me sobre ela, e mais uma vez, as lágrimas saíram dos meus olhos, não controlei mais aquilo, não as limpei, apenas as libertei, e fiquei assim, durante uns pequenos momentos, olhando, e relembrando tudo o que se passou, entre a paisagem, entre o mundo. Aquele era o momento de dizer adeus a todas as recordações, aquele era o momento de guardar as memórias num baú, enterra-lo, e seguir em frente... Não estamos no centro do mundo, mas não precisamos do mundo para aperfeiçoar o amor… Todas as palavras ditas da sua boca alcançavam a minha mente, paravam o meu raciocínio, Nós vamos ser felizes para sempre, para sempre… 
             -É mentira, é mentira… - sussurrei entre lágrimas – Foi tudo mentira…
             As horas passaram e o meu rosto continuava um pouco sensível, devido ao choro compulsivo, já era noite complectamente cerrada, a já não se ouviam barulhos, nem na sala, nem na cozinha, nem em alguma outra parte da casa. Vesti o pijama, e fui até à cozinha.

(flashback)
           - Não me disseste o teu nome!
          - Tenta adivinhar, eu depois passo aqui, para dizeres qual achas ser o meu nome – disse aquilo em tom de brincadeira.
            - Eu volto! (solta uma pequena gargalhada) Até lá, serás a minha deusa misteriosa!
(flashback)

                - Ele sim, é misterioso… Quem serás tu, Rafael?

Continua ;)
Escolhas sem retorno IV aqui

27 comentários:

Ana Margarida disse...

Adoro, adoro, adoro, adoro! Perfeito *.*

alexandra disse...

gostei imenso !
quando metes a continuação? *.*

-s disse...

AMEI *-*
Viste os vídeos todos ?

fiwipa disse...

publicarei o mais rapidamente possível, prometo (:.

branwyn disse...

gostei imenso *.* adoro ler esta história :)) continua!

Catarina disse...

obrigada princess ! beijoos

-s disse...

ahahhahh; continua que vale a pena xb
De nada (:

martasousa disse...

amei.

Ivânia Santos (Diamond) disse...

Lindooo..amei! :D

biju*
http://ivaniadiamond.blogspot.com/

rama disse...

obrigado pelo comment ;)

inês disse...

de nada sté!

cada vez mais lindo*

Ana Margarida disse...

Vou postar hoje à noite :) quero ver lá um coment teu :b

alexandra disse...

eu sou ao contrário, já tenho mais 5 capitulos do pequeno coração escritos xb
fico então à espera (:

inês disse...

tal como disse no post, talvez hj :)

-s disse...

ahah esta bem, depois diz se gostaste (:

rama disse...

mesmo assim ;)

inês disse...

:)

Gabriela ♥ disse...

Então eu acho que eu amo de uma maneira muito louca mesmo xD

Catarina disse...

obrigada ++ beijocas

Gabriela ♥ disse...

Pois é, mas é um sentimento chato :S

Ana Margarida disse...

Oh muito obrigada, minha querida, digo o mesmo! :)

Pensando com a Arte disse...

adorei o que escreveste , boa sorte*

Ana Margarida disse...

Muito obrigada, querida! ;)

Gabriela ♥ disse...

E também é irritante.

inêsf. disse...

passei por muito para chegar aqui, chorei muitas vezes, desisti muitas vezes . mas estou aqui, consegui . e estou orgulhosa de mim, e dele !

inêsf. disse...

não é fácil, mas nada é impossível . é preciso uma grande dose de paciência .

inêsf. disse...

podes crer x)