1 de julho de 2011

Escolhas sem retorno V


        Confesso que fiquei um pouco à nora com o que tinha acabado de acontecer, mas não dei muita importância, afinal, não ia voltar a vê-lo, qual era o problema…
            - Decidiste sair de casa? – Era a Telma, que me falava do jardim da sua casa.
            - Telma! Preciso de ti. – Aproximei-me – Se houver problemas passei a tarde contigo. Foi a primeira desculpa que me veio à cabeça, o meu pai ligou-me e eu disse-lhe isso, querida, desculpa.
        - Não há problema, ele ligou-me, disse que não atendias, e eu disse que estavas comigo, não há problema nenhum, eu também vim para este mundo para te salvar, por isso, faço tudo, para saber que estás bem, e vejo que estás melhor, decidiste sair de casa, o que é um milagre.
            - Óh, não sabes o que aconteceu, quando chegar a casa ligo-te e conto. Tenho de ir.
            - Vai lá menina misteriosa.
            - Ahahaha, agora até parecias o… Depois conto-te.
            Cheguei a casa, ambiente calmo, felizmente.
            - Cristina, és tu?

Continua ;)
Escolhas sem retorno IV aqui

13 comentários:

- andreia pereira . disse...

muito bom amor , começa a meter textos maiores , isto quase nem mata a curiosidade haha :)

inêsf. disse...

oh tonta, não precisas de pedir o:

inês disse...

oh, eu tmb adoro o q escreves fofa!
talvez escreva ;)

anaraquelvj disse...

Deixei desafio para ti no meu blog :)*

anaraquelvj disse...

De nada fofinha :)

-s disse...

Gostei (:

R. disse...

Sem dúvidas (?) ;)

R. disse...

Ahah ... ainda bem que não tens duvidas se concordas. xD
Não ligues, hj não estou mt bem da cabeça.

Catarina disse...

nao querida. troco para o outro

Catarina disse...

eu tou a escrever um livro com ele, e modifiquei um pouco. peço desculpa mesmo. mta gente tava a gostar mas depois pra alguns irei mostrar o livro pra ver se vale a pena mandr pra uma editora

Catarina disse...

aserio? isso significa mesmo mt $:
mas tavas mesmo a gostar da historia?

ritag. disse...

muito obrigada (:

Catarina disse...

ainda bem :33