18 de setembro de 2011


Toda aquela insegurança assombra, assusta e deita todo o nosso espírito a baixo. É duro, mas não há outra solução senão levantarmos-nos, porque não é assim que o coração pára, continuamos com o batimento acelerado, e os sinais da vida estão lá ao conseguirmos sentir ainda a dor, continuamos a viver, mesmo sabendo que esta não tem sabor, mesmo sabendo que não temos nenhum sentido naquela hora, nós levantamo-nos e continuamos a jornada, porque no fundo, descobrimos a nova era, o novo sentido , o novo caminho, o novo sabor que a vida nos pode dar, basta esperar um pouco, tu habituaste à mudança, custa, mas a dor, cicatriza, ajuda, e não mata, revitaliza, dá-nos maturidade.


Desabafo.


13 comentários:

Cátia f, disse...

Muito bem dito! É assim que crescemos (: **

Gislãne Gonçalves disse...

Doer as vezes ajuda!

:)

αиα яαqυєl ૐ disse...

Concordo com os comentários acima! Sem duvida!

Rita J. disse...

gostei

Ana Margarida disse...

Este texto é tão verdadeiro! adorei :')

Ângela* disse...

concordo com os textos e os coméntários ! :D

PauloSilva disse...

Todas as mudanças doem um pouco, sabes? :x

PauloSilva disse...

É mesmo! :)

Catarina C. disse...

Sigo. Segues o meu?

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

concordo plenamente.

martasousa disse...

pois eu tb

Inês' disse...

gostei .. sigo, segues tbm?

- andreia pereira . disse...

é verdade sim senhora ;)